segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Prémios Grammy de 2010

Taylor Swift desbanca divas e leva maior prêmio do Grammy



Concorrendo com Black Eyed Peas, Lady Gaga, Dave Matthews Band e Beyoncé, que concorria em dez categorias, a cantora country Taylor Swift levou a melhor e venceu a categoria de Melhor Álbum do Ano com o disco Fearless em cerimónia realizada em Los Angeles, nos Estados Unidos.
Além do Grammy de Álbum do Ano, Taylor, que tinha oito indicações, também levou as categorias de Melhor Perfomance Vocal Country e Melhor Canção Country, ambas com a faixa White Horse, e o Melhor Álbum Country.

Emocionada, e dessa vez sem ser interrompida como aconteceu no VMA - quando o rapper Kanye West tomou seu microfone para mostrar sua indignação com o prêmio-, Taylor comemorou sua conquista e agradeceu sua família por "sempre acreditar em sua carreira". Em uma categoria anterior, a cantora chegou a
agradecer sua gravadora por "deixá-la escrever as canções que estão em Fearless".
Já Beyoncé, cantora que foi mais destacada por suas dez indicações, ficou com seis dos cobiçados gramofones. Single Ladies, um dos maiores hits já emplacados pela cantora, conseguiu três prêmios: Canção do Ano, Melhor Performance R&B e Melhor Música R&B. Completando sua lista, a cantora também recebeu os troféus de Cantora Pop e Melhor Álbum de R&B Contemporâneo e Melhor Performance de R&B Tradicional.
Outro páreo duro para Swift foi Lady Gaga, com cinco indicações. A cantora, famosa por suas roupas exuberantes, deixou o Grammy com os gramofones de Melhor Álbum Dance e Melhor Gravação Dance, este último por seu hit Poker Face.
Shows Em um ano que o Grammy teve muito mais shows do que premiações, a sempre polêmica, Lady Gaga ficou encarregada de abrir a cerimônia de entrega.
Depois de interpretar um trecho de Poker Face, um de seus maiores sucessos, a cantora surpreendeu todas e voltou sentada em um piano virado de frente para outro instrumento simplesmente com Elton John sentado.
A parceria entre os dois, que tocaram com óculos coloridos e uma maquiagem na cara simulando sujeira no rosto. A dupla interpretou Your Song, um dos maiores hits do compositor. Quem assumiu o palco depois do primeiro prêmio (Melhor Canção, vencida por Beyoncé) foi o Green Day e o elenco do musical American Idiot para cantar a canção 21 Guns, um dos novos hits do trio californiano liderado por Billie Joe Armstrong.
Em outra apresentação muito esperada, Beyoncé, que tem dez indicações no Grammy, cantou If I Were a Boy e ainda emendou um trecho de You Oughta Know, da cantora canadense Alanis Morissette. Já a cantora Pink reservou outro momento contagiante da apresentação. Assim como em sua turnê baseada no disco Funhouse, a americana fez uma apresentação circense com um traje sensual.
Homenagens O tradicional bloco de homenagens do Grammy também contou com momentos emocionantes, como a homenagem a Michael Jackson, morto em 25 junho de 2009. Prince e Paris, filhos do cantor, estiveram presentes na cerimônia e falaram sobre o pai.
Relembrando as perdas da música em 2009, um clipe foi exibido relembrando as mortes de Mercedes Sosa, DJ AM, Jay Bennett, Vic Chesnutt, Al Martino, Maurice Jarre, Bob Beagle, Koko Taylor, Teddy Pendergrass e Willie Mitchell, entre outros. Les Paul, o guitarrista e inventor que mudou o curso da música com a guitarra elétrica, ganhou ainda um tributo de Jeff Beck e Imelda May.
O produtor haitiano Wyclef Jean também aproveitou para relembrar da tragédia sofrida pelo seu país para pedir doações para as vítimas do terremoto.
Brasil no Grammy Claudio Roditi, único músico brasileiro indicado ao Grammy, perdeu o prêmio na categoria de Melhor Álbum Latino de Jazz. O instrumentista concorria com o álbum Brazilliance X 4, disco muito elogiado pela crítica especializada. Ao lado de Roditi disputavam Chembo Corniel (Thing I Wanted To Do), Geoffrey Keezer (Áurea), Miguel Zéno (Esta Plena) e Bebo Valdés and Chucho Valdés, este último que saiu triunfante por seu disco Juntos Para Siempre.
Grammy Uma das cerimônias mais tradicionais da música, o Grammy teve sua primeira edição realizada em 1958. A premiação recebeu este nome em função da estatueta que premia os vencedores, um gramofone dourado. A indicação e escolha dos vencedores, que é feita pela Naras (National Academy of Recording Arts and Sciences), já consagrou nomes como Ray Charles, Aretha Franklin, Bruce Springsteen, Stevie Wonder, Frank Sinatra, Michael Jackson, U2 e Coldplay. Os três maiores vencedores do Grammy são Georg Solti, Quincy Jones e Alison Krauss, que receberam, respectivamente, 31, 27 e 26 estatuetas.

Confira os principais vencedores do 52º Grammy

Álbum do Ano - "Fearless" - Taylor Swift
Música do Ano - "Single Ladies (Put A Ring On It)" - Beyoncé
Gravação do Ano - "Use Somebody" - Kings Of Leon
Revelação - Zac Brown Band

CATEGORIA POP

Melhor Cantora (performances solos) - Beyoncé - "Halo"
Melhor Cantor (performances solos) - Jason Mraz - "Make It Mine"
Melhor Performance em dueto ou grupo - The Black Eyed Peas - "I Gotta Feeling"
Melhor Colaboração Pop com vocais - Jason Mraz e Colbie Caillat - "Lucky"
Melhor Performance Pop Instrumental Béla Felck - "Throw Down Your Heart"
Melhor Álbum Pop Instrumental - "Potato Hole" - Booker T. Jones
Melhor Álbum Pop Vocal - "The E.N.D." - The Black Eyed Peasnhouse" - Pink

CATEGORIA ROCK

Melhor Performance Solo - Bruce Springsteen - "Working On A Dream"
Melhor Performance em dueto ou grupo - Kings of Leon - "Use Somebody"
Melhor Hard Rock Performance - AC/DC - "War Machine"
Melhor Performance Metal - Judas Priest - "Dissident Aggressor"
Melhor Música Rock - "Use Somebody" - Kings Of Leon
Melhor Álbum Rock -"21st Century Breakdown" - Green Day

2 comentários:

joão disse...

Agora comento no local certo. Dizia eu que estes Grammys são uma treta... Para mim não têm valor nenhum! Os Grammys nunca reflectiram o que de melhor se faz em cada uma das áreas premiadas. Longe Disso!!

mojorising disse...

Eu também não me revejo nos grammys.

É mais uma questão de serviço público. lol