segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

And the winner is...


Não foram muitas entre os prémios, mais surgiram na cerimónia. E houve de facto surpresa na 81ª noite de entrega dos Oscars de Hollywood. Quem Quer Ser Bilionário?, de Danny Bolye era o vencedor esperado, somando triunfos uma multidão de categorias (oito no total). Milk foi um dos menos esperados vencedores da noite, ganhando apenas dois Oscares, mas daqueles de peso: Melhor Actor e Melhor Argumento Original. Já O Estranho Caso de Banjamin Button, apesar de ter conquistado três Oscares, nenhum conseguiu fora das chamadas categorias técnicas. Ninguém esperava a vitória do filme japonês Departures para Melhor Filme Estrangeiro. A maior das surpresas foi contudo a cerimónia em si. Desde a magnífica apresentação de Hugh Jackman (a lembrar a versatilidade de um Billy Crystal) às soluções encontradas para apresentar os Oscares aos actores, convocando para o palco colegas desta e outras gerações, cruzando tempos e memórias da história do cinema.

A vitória de Sean Penn como melhor actor pelo seu papel em Milk, de Gus Van Sant, foi uma das grandes surpresas da noite. Mickey Rourke (que Penn saudou no final do seu discurso de aceitação) era dado como o favorito, mas recordemo-nos que a Screen Actors Guild já tinha feito de Seann Penn o “seu” vencedor na respectiva premiação interna. Surpresa assim assim, então. Mas justificada, tendo o actor aproveitado o seu discurso (como antes o havia feito um emocionado Dustin Lance Black, autor do argumento do filme) para recordar uma luta por direitos iguais a que a cruzada de Harvey Milk alude no filme, e que recentemente viu na Califórnia, que acolhe a cerimónia dos Oscares, o voto popular a obrigar a lei a dar um passo atrás, com a vitória eleitoral da “Proposta 8”, que voltou a proibir casamentos entre pessoas do mesmo sexo no estado. Os Oscar de Melhor Actriz Principal foi entregue a Kate Winslet e o de Melhor Actriz Secundária a Penelope Cruz. O Oscar de Melhor Actor Secundario foi atribuido, postumamente, a Heath Ledger.

Quem Quer Ser Bilionário?, de Danny Bolye foi o esperado grande vencedor da noite. Venceu as categorias de Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento Adaptado, Melhor Banda Sonora, Melhor Canção Original, Melhor Fotografia, Melhor Montagem e Melhor Mistura de Som. No final da cerimónia, os elementos do elenco e da equipa técnica do filme invadiram, literalmente, o palco.

Disponível em Sound+vision

2 comentários:

Miss Oak disse...

Fiquei triste porque não pude assistir à premiação. No Brasil, apenas um canal por assinatura transmitiu o evento. Os canais abertos transmitiram os desfiles de carnaval. :o(
Dos indicados, assisti apenas O curioso caso de Benjamim Button. Espero ver os outros em breve.

mojorising disse...

Por cá a transmissão ocorre de madrugada. O que é muito aborrecido pois a própria cerimónia por vezes é um pouco chata, e o sono não ajuda.

O que achou do Curioso caso de Benjamim Button?

O realizador, david fincher é um dos meus realizadores favoritos, FightClub, Seven, The game, etc.