sexta-feira, 7 de maio de 2010

John Grant ~ “Queen Of Denmark”


Conhecemo-lo a bordo dos The Czars, banda de Denver (Colorado) que, entre 1996 e 2009 editou uma sequência de álbuns nos quais revelavam um gosto pela canção pop talhada com alguma eloquência (quase) sinfonista… Uma carreira injustamente ignorada, acrescente-se, com momento maior (a recuperar, sem dúvida) no álbum de 2001 The Ugly People Vs The Beautiful People. Agora a solo, num disco no qual conta com a colaboração dos elementos dos Midlake, John Grant mantém o rumo dos seus interesses bem firme. O músico tem finalmente neste disco a solo a colecção de canções, o momento e, convenhamos, os colaboradores, para que desta vez tudo dê certo. Espírito assombrado, viveu em tempos sob o fardo de uma sensação de alienação face aos outros e em particular à família religosa onde nasceu no Michigan. A sua alma torturada, que foi já cantada em magníficas composições dos The Czars, conhece neste disco talvez a sua mais bela exposição de sempre. Queen Of Denmark é um álbum feito de canções arrepiantemente belas, tristes mas luminosas, a alma folk dos Mildake, o gosto sinfonista (que vinha já dos Czars) e a voz profunda, de barítono, de John Grant juntando-se num encontro que, como poucos, se revela absoluramente perfeito. O alinhamento é essencialmente conduizido por baladas elegantes, de arranjos elaborados, o “sal” que abre pontuais rasgos para terreno pop (com electrónicas) surgindo ocasionalmente (sobretudo no CD extra que a edição inclui). Longe de ser uma estreia absoluta (afinal esta música decorre directamente da obra dos The Czars), o primeiro álbum a solo de John Grant é mesmo assim uma das grandes (e boas) surpresas de 2010 até ao momento.
fonte: http://sound--vision.blogspot.com/

2 comentários:

unitrapped disse...

Álbum fabuloso!

mojorising disse...

É um álbum de paixões e eu apaixonei-me por este álbum.
Tive a Ocasião de ver John Grant ao vivo e foi muito intenso o concerto.